Ministério Público goiana pelo fim da Violência contra as Mulheres

Uma série de atividades foi programada pelo Ministério Público de Goiás para marcar a Semana do Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. O evento será realizado no edifício-sede da instituição na próxima semana, entre os dias 27 deste mês e 1º de dezembro. A mobilização, que busca chamar a atenção para o enfrentamento à violência doméstica, inclui seminário, oficinas, uma roda de conversa, lançamento de cartilhas e a Campanha do Laço Branco.

Um dos propósitos do evento é promover o engajamento do público masculino na questão. Neste sentido, uma oficina foi programada para os servidores homens do MP, com o tema Papo de Homem (confira aqui toda a programação). A iniciativa da semana é do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH), com apoio do Núcleo de Gênero e da 63ª Promotoria de Goiânia. A coordenação é da Escola Superior do MP. As inscrições para as atividades ainda estão abertas e podem ser feitas pelo site do MP (clique aqui para se inscrever na oficina e no seminário).

O ativismo
A campanha do ativismo foi criada em 1991 por 23 feministas de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (Center for Women’s Global Leadership – CWGL), localizado nos Estados Unidos. Trata-se de uma mobilização educativa, que luta pela erradicação desse tipo de violência e pela garantia dos direitos humanos das mulheres. Ela é sempre realizada no final de novembro, já que no dia 25 é celebrado o Dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres.

O laço branco
A Campanha do Laço Branco busca sensibilizar o público masculino para a importância de se integrar à luta contra a violência doméstica contra a mulher. O projeto surgiu no Canadá em 1989, como reação ao chamado Massacre de Montreal, um episódio que resultou no assassinato de 14 pessoas, das quais 10 mulheres, por um jovem que dizia querer “exterminar as feministas que arruinaram sua vida”.

As atividades
A mobilização terá início no dia 27, a partir das 14 horas, no auditório do MP-GO, quando será realizada a oficina de lançamento da Semana do Ativismo. Na capacitação, será feito o lançamento da Campanha do Laço Branco e da cartilha Papo de Homem. Tanto a campanha quanto a cartilha têm como destinatários o público masculino. As orientações sobre a forma de aplicar essa cartilha serão repassadas pela promotora do MP da Bahia Sara Gama Sampaio, que também abordará a importância o fortalecimento da rede de proteção à mulher em situação de violência. Na sequência, o advogado José Geraldo Veloso Magalhães, assessor jurídico da Secretaria Cidadã em Goiás, falará sobre Grupos Reflexivos (consulte aqui a programação).

No dia 28, a programação destaca a realização, às 14 horas, da oficina Papo de Homem, coordenada pela promotora Rúbian Corrêa Coutinho, titular da 63ª Promotoria de Goiânia. A atividade é voltada para os servidores homens do MP-GO de Goiânia e acontecerá na sala T-15.

Uma roda de conversa destinada às servidoras mulheres do MP lotada na capital é o evento programado para o dia 29, das 9 às 12 horas, também na sala T-15. O tema a ser abordado é Menos Rótulos e Mais Respeito, uma iniciativa de um grupo de procuradoras do Estado de Goiás que visa a conscientização contra o machismo. O diálogo será conduzido pela coordenadora do CAODH, Patrícia Otoni, e pelas procuradoras do Estado Fabiana Bastos e Caila Von Bentzen.

Encerrando a semana, será realizado no dia 1º de dezembro, no auditório, durante todo o dia, o seminário Aspectos Práticos e Teóricos no Enfrentamento da Violência Doméstica. Tendo como público-alvo membros, servidores e estagiários do MP, acadêmicos e operadores do Direito, o evento discutirá, entre outros temas, o discurso jurídico e gênero, a lei do feminicídio, a atuação do MP no Tribunal do Júri em casos de feminicídio, e aspectos da Lei Maria da Penha (confira aqui a programação). As informações são de Ana Cristina Arruda/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas